implantação de sistemas ERP

Implantação de sistemas ERP: os 5 erros mais comuns

Implantação de sistemas ERP: os 5 erros mais comuns 708 706 Marcos Nannetti

Esta pensando em fazer a implantação de um sistema ERP em sue negócio?

Ainda que muitos fornecedores de sistemas de gestão empresarial (ERP) prometam soluções capazes de reduzir os custos e aumentar a produtividade nas organizações, não é raro que a implantação de sistemas ERP demore um pouco mais do que o previsto.

Além disso, extrapolem o orçamento e, mesmo assim, não entreguem todos os benefícios prometidos.

Por isso, é fundamental ficar de olho no cronograma de implantação do ERP e também no custo de implantação do sistema.

Mas ao analisarem a trajetória de empresas que já passaram por essa experiência, os empreendedores de varejo podem contornar alguns obstáculos com mais facilidade.

Neste post, você vai conhecer os erros mais comuns na implantação de sistemas ERP:

Veja também: Como um ERP pode ajudar no gerenciamento de sua loja

Mas o que é ERP, afinal?

Confesse: você sabe mesmo o que é ERP? É provável que sim, mas, caso não tenha certeza, aqui vai uma definição rápida do que é ERP:

ERP significa Enterprise Resources Planning, ou gerenciamento dos recursos da empresa. Trata-se de um software que integra diversas áreas do negócio, integrando informações e dados com o objetivo de diminuir custos, aumentar lucros e usar os recursos da empresa da melhor forma.

Ficou claro para você o que é ERP? Então, vamos em frentes!

Os 5 erros na implantação de sistemas ERP que você deve evitar

1- Planejamento deficiente

Muitos projetos de implantação de sistemas ERP começam equivocados desde o princípio. Isso acontece quando a fase de planejamento é subestimada.

Isso pode causar atrasos no cronograma de implantação do ERP por estarmos tratando de processos até então desconhecidos.

Pode haver também estresse na equipe responsável pela implantação  e até alguns prejuízos pela paralisação eventual da operação.

Por isso, é fundamental que os gestores responsáveis pela implantação realizem um planejamento cuidadoso do projeto, se assegurando, também, de que os líderes das equipes estejam envolvidos em cada etapa.

Além disso, é preciso respeitar tarefas importantes como o levantamento de processos, a documentação extensa de tudo o que esta sendo feito, e finalmente, a definição da integração entre os processos e dos períodos de testes.

Quer dicas de como fazer o seu plano de ação para implantação de sistemas ERP?

Baseie-se neste vídeo sobre criação de planos de ação e adapte às etapas de implantação do ERP:

Não esqueça de criar um cronograma para implantação do ERP e divulgá-lo para a equipe envolvida!

2- ERP errado

Por incrível que pareça, muitas empresas ainda erram na hora de escolher o ERP por não alinharem o software escolhido às suas demandas de negócio.

Nesse momento, o empreendedor deve buscar um sistema capaz de atender às especificidades do seu ponto de venda e que possam gerar informações confiáveis para uma gestão ágil e eficiente nos setores de retaguarda.

Por isso é importante que cada ramo do varejo conheça a fundo os seus processos principais de compra e venda, e entenda o que eles tem de essenciais para sua operação, e procure no mercado uma solução que atenda pelo menos 90%de suas aspirações, caso contrário a solução já nascerá morta.

Veja também:

3- Subestimando a mudança

A implantação de um ERP costuma trazer grandes mudanças na forma como alguns funcionários e equipes realizam o seu trabalho. Em função disso, outro erro comum é aquele em que os empreendedores não levam em conta a curva de aprendizado até a normalização das operações.

Para contornar esse problema, as empresas de varejo precisam investir na gestão da mudança, treinando seus gestores e funcionários sobre os benefícios de se adotar a nova solução. Garanta, assim, que as pessoas embarquem na iniciativa com os conhecimentos e habilidades necessários.

Quer ter certeza que a implantação de sistemas ERP em sua empresa não gerarão uma resistência à mudança organizacional?

Então, confira este infográfico criado pela Company Web:

implantação de sistemas ERP

4- De quem é esse sistema?

Muitas empresas consideram a implantação de um sistema de gestão empresarial como uma iniciativa exclusiva do departamento de TI.

Esse erro pode ser fatal para o projeto, pois esse tipo de software possui interface com praticamente todas as áreas da empresa. Por isso, esse deve ser um projeto apoiado, e se possível, comandado pelo alto escalão da empresa.

Dessa maneira, as diferentes equipes e seus líderes poderão fornecer inputs e informações valiosas para os desenvolvedores, o que aumenta as chances de que as funcionalidades levem em conta todas as necessidades do negócio.

Confira em nosso blog: Como um ERP pode ajudar no gerenciamento de sua loja

5- Menosprezando o suporte

Mesmo que todos os passos acima sejam rigorosamente seguidos por uma empresa, os primeiros momentos após a implantação efetiva de um ERP ainda podem ser bastante conturbados.

E isso é ainda mais crítico naqueles setores que lidam diretamente com o cliente — como no caso do varejo.

Para evitar o erro comum de minimizar a necessidade de apoio especializado, sua empresa deve colocar no planejamento o suporte — seja ele próprio ou terceirizado — para que os funcionários possam solucionar suas dúvidas e reportar erros, evitando prejuízos à produtividade.

Levando esses erros comuns em consideração na hora de implantar um ERP, essa iniciativa certamente será conduzida de maneira mais tranquila.

Se você ficou com alguma dúvida escreva para nós através dos comentários!

Leia mais: ERP: saiba como melhorar a comunicação entre as suas unidades

Nérus é um ERP para varejo criado por especialistas nesse ramo. Seu processo de implantação é cuidadoso e transparente. Isso garante um rápido engajamento de sua equipe ao uso dessa tecnologia. Conheça um case de sucesso de implantação o ERP Nérus: O sucesso do cliente é o nosso sucesso! – Case: Isoporlândia Festas

Compartilhe