o que é TCO em TI

O que é TCO em TI e como pode revelar qual a melhor alternativa de software para o varejista

O que é TCO em TI e como pode revelar qual a melhor alternativa de software para o varejista 608 405 Marcos Nannetti

o que é TCO em TI

 

TCO é a sigla para Total Cost of Ownership, o que significa em português “Custo Total de Propriedades”.

Sua função é servir como indicador do total de custos relativos à aquisição de um produto ou equipamento. Isso vai muito além do preço de compra isoladamente, analisando os valores que são decorrentes da própria utilização do produto.

Pode-se dizer que, ao calcular o TCO, evita-se o risco de incorrer no famoso — porém recorrente — barato que sai caro.

Mas o que é TCO em TI?

Neste post, você vai entender especificamente o que é TCO em TI e como esse indicador pode ajudar um varejista.

O que é TCO em TI, afinal?

Antes de entender o que é TCO em TI, vamos a um exemplo do dia a dia que vai ilustrar melhor o conceito de Custo Total de Propriedade, o tal TCO – Total Cost of Ownership, em inglês.

Um exemplo bem simples e palpável:

Consideremos um carro. Existem modelos estrangeiros que podem ser comprados a um preço relativamente baixo.

No entanto, suas peças são difíceis de serem encontradas e o seu motor consome muito combustível. Então, no fim das contas, quando existe alguma necessidade de manutenção ou uso contínuo do veículo, seu valor menor na hora da compra acaba deixando de valer a pena.

Todos esses gastos — valor de compra, manutenção, utilização — são incluídos no TCO.

Agora sim: entenda o que é TCO em TI:

Esse cálculo pode ser muito bem realizado em relação aos produtos de Tecnologia da Informação, como softwares e hardwares.

A diferença está nos parâmetros que serão levados em conta na hora de determinar qual o custo total, que não é definido apenas por questões monetárias.

Continue acompanhando o nosso post e entenda como o Custo Total de Propriedade (TCO) pode revelar qual a melhor alternativa de software para o seu negócio ser um sucesso.

Veja também: Como um software de automação no varejo pode ajudar minha empresa?

Quais são esses custos?

Imagine a instalação de um ERP na sua empresa. Isso demandará hardware adequado e um software feito de acordo com as suas necessidades.

Em um primeiro momento, pode-se imaginar que a oferta mais tentadora é aquela que oferece um preço combinado desses dois itens no valor mais baixo possível.

Entretanto, como dissemos no início, existe muito mais por trás da aquisição de um produto. Como toda tecnologia, o ERP certamente precisará passar por reparos ao longo do tempo. Tanto na parte física, estrutura de rede necessária, quanto na parte informacional. O que gera um custo de manutenção.

Existirá, também, a necessidade de suporte por parte do fornecedor do serviço em relação à utilização do sistema . Isso inclui treinamento e assistência remota, outro ponto a ser levado em conta.

A infraestrutura, além do hardware propriamente relativo ao ERP, tem também os seus custos. Por exemplo: o local para instalação dos equipamentos e a refrigeração adequada.

Outra área que deve ser sempre considerada com atenção, pois é extremamente sensível, é a questão da segurança. Sistemas de TI estão sempre suscetíveis a ataques e quebras de segurança. Por isso, especialistas trabalham cada vez mais para evitar e combater essas ameaças. O que, obviamente, custa dinheiro.

Nessa exemplificação citamos os custos diretos, ou seja: custos que podem ser quantificados em termos monetários. Porém, existem, ainda, os custos indiretos, que tem real impacto sobre o TCO.

Quando falamos de custos indiretos, falamos das perdas de produtividade devido às falhas do sistema, do tempo despendido aprendendo a utilizar a sua nova plataforma de trabalho (o seu ERP) e outras questões que não são resumíveis em cifras.

Tanto os custos diretos quanto os indiretos devem ser analisados de forma adequada para que o TCO seja fiel à realidade.

Conclusão: Como o TCO ajuda o empresário?

É possível ver que o TCO é a maneira técnica e racional de tomar decisões de aquisição de produtos ou medidas em relação a alguma propriedade.

Sua efetividade é simples: evitará surpresas desagradáveis no futuro para o empresário e garantirá que aquilo que foi planejado seja efetivamente concretizado. Isso gera segurança e longevidade para a empresam, e ainda auxilia a manter os negócios nos trilhos, buscando sempre o sucesso das decisões.

Veja mais: Como um software de automação no varejo pode ajudar minha empresa?

O Nerus é um ERP para varejo com o melhor TCO do mercado. Duvida? Veja mais aqui.

Se ficou alguma dúvida sobre o TCO e suas características, ou exista alguma sugestão que você queria nos enviar, escreva para nós através dos comentários!

Compartilhe