e-commerce em tempos de covid-19

E-commerce em tempos de COVID-19! Como fazer para não errar demais.

E-commerce em tempos de COVID-19! Como fazer para não errar demais. 600 350 Cléber Piçarro

O e-commerce cresceu em todo mundo 28% em junho passado/2020 comparado com o mesmo período de 2019. Este é maior crescimento registrado desde o início da crise do covid-19, segundo dados da ACI Worldwide publicados no site “Mercado e Consumo”. Trata-se de um fato esperado já que boa parte dos pontos de venda em todo mundo continuam fechados. Logo, todo e qualquer empresário ou executivo de varejo, distribuição até mesmo da indústria que ainda não vendia pela internet está procurando uma forma de fazer isso (B2C). A grande pergunta é: como fazer isso de forma sensata!?

Alguns dos leitores podem achar que os fornecedores de tecnologia para e-commerce e marketplace, a Nérus entre eles, podem estar muito satisfeitos com este momento. Nós contudo não concordamos integralmente com isso. O desespero para implementar uma nova tecnologia ou processo não contribui positivamente. Vamos explicar um pouco mais.

A importância de uma boa estratégia para a digitalização

Entendemos que existem três pilares para uma boa estratégia de digitalização: velocidade, integração e aprendizado.

1. Velocidade

Em primeiro lugar, já falávamos para nossos clientes que era muito importante se movimentarem rapidamente, mesmo antes do covid-19. Há anos no mundo já havia um movimento de digitalização do consumidor que acontecia de forma silenciosa mas muito muito consistente. Até 2019 o e-commerce e o marketplace representavam 5% de tudo que era vendido no Brasil segundo a pesquisa da PWC. De acordo com a consultoria eMarketer no mesmo ano, 2019, as vendas de e-commerce representavam no mundo 14,1%. Era só uma questão de tempo para chegar até nós, sem nem imaginarmos o efeito covid-19 citado no deste artigo. Logo, é claro que é importante andar rápido com seus projetos mas isso não deve ser feito de forma desorganizada sem respeitar dois aspectos que já citamos anteriormente: a integração e aprendizado.

Leia também: Digitalização de vendas em tempos de Covid-19! O que mudou?

2. Integração

No segundo pilar, defendemos a integração entre as operações off-line (vendas e lojas físicas) com as online (e-commerce e marketplace). Existe vários motivos por trás disso: economia de recursos, unificação de dados, aproveitamento de produtos, etc. Contudo um é mais forte que todos: o consumidor. Os consumidores  querem experiências cada vez mais integradas e gostariam de serem reconhecidos pelas empresas independente do canal no qual compram. Logo, integrar é essencial.

3. Digitalização

Por último, e não menos importante, o aprendizado. Por algum motivo que ainda não conseguimos entender, várias empresas com 10, 20, 30 anos de idade ou mais que esperam entrar nas vendas digitais do dia para a noite. Em questão de meses esperam desenvolver estratégias, processos e ferramentas que demoraram décadas para criar no contexto físico. Como estas empresas esperam em 30 ou 60 dias obterem o mesmo desempenho de vendas e lucro em um negócio tão novo? Não sabemos explicar. Sabemos contudo, que é essencial respeitar o aprendizado, e aceitar que haverão erros e acertos e suas pessoas, seus processos e suas ferramentas terão de acompanhar este aprendizado. 

Coloque na sua estratégia: faça rápido, integrado e aos poucos. Se precisar de apoio ou ferramentas, chame a Nérus!

Fale Conosco

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Compartilhe