O que é fulfillment?

Como funciona uma operação de fulfillment de marketplace? Quais as suas vantagens?

Como funciona uma operação de fulfillment de marketplace? Quais as suas vantagens? 600 350 Cléber Piçarro

Como funciona uma operação de fulfillment de marketplace? Quais as suas vantagens?

Antes de explicar como funciona o fulfillment, vamos recordar como funciona uma operação de marketplace. Na primeira coluna da tabela abaixo (a), listamos 12 processos que normalmente são executados para se conseguir vender em um marketplace. Listamos desde um processo básico (1) de escolher a mercadoria até o processo mais complicado (12) de trocar ou eventualmente devolver, apesar de ninguém gostar de ficar se lembrando disso…  faz parte. 

Como pode ser observado na coluna amarela (b) quase todos os processos são feitos pelo vendedor, normalmente chamado de seller (vendedor em inglês). Apenas a venda é realizada pela plataforma.

Como funciona uma operação de fulfillment de marketplace?

* lista simplificada de processos para efeito explicativo.

 

Como você pode observar, quando operamos sem o fulfillment, quase tudo que está na mão do vendedor (seller).

Bom, vamos agora para o fulfilment. As colunas verde claro (c) e verde escuro (d) representam como funciona a operação de fulfillment. Como podemos observar, quase toda a responsabilidade logística fica com o marketplace. Em outras palavras, a empresa compra, manda para o centro de distribuição do marketplace e “apenas” acompanha as vendas (vender é essencial e exige ajustes constantes em preço e propaganda). Toda a complicação logística como receber o pedido, separar, conferir, faturar e entregar, tudo fica com o marketplace.

Contudo, nem tudo é tão simples como está acima. Por que então não mandar tudo então para o fulfillment e apenas esperar a venda? Simples, os marketplaces como o Mercado Livre não estão cobrando ainda nada por este serviço e portanto só estão preocupados em agilizar ao máximo facilitar as vendas daquilo que é bom para eles. Você pode não saber mas um dos pontos mais importantes para conseguir vender online é entregar no prazo com um custo adequado. Como o marketplace ganhou uma escala enorme, ele consegue ser muito mais eficiente do que um vendedor comum. Sua “máquina” é gigante e ele otimiza isso o tempo todo. Contudo, ele não quer vender qualquer coisa. Se ele encher o Centro de Distribuição com produtos de pouco giro ele perde eficiência. Logo, a lógica do marketplace é simples: vou agilizar ao máximo o atendimento e vou ganhar mais aumentando. Ele poderia evitar este custo todo mas também deixaria de vender muito mais. Além disso, como poderá observar ele vai priorizar estas vendas através de anúncios especiais e além disso irá oferecer melhores condições de financiamento, tudo isso para vender mais. Pode ter certeza que ele fez a conta e tudo isso vale a pena. Contudo, como já frisamos nem todos os produtos são aceitos. Se você tiver interesse, terá que receber uma aprovação do marketplace. 

Do ponto de vista do vendedor, também existe uma lógica: você vai ter que entregar tudo pela logística do marketplace (mercado envios por exemplo). Isso pode não ser viável para qualquer produto principalmente se você não vender muito na região mais próxima do centro de distribuição do marketplace. Logo, você vai escolher enviar os produtos que mais vendem para um fulfillment se estiver vendendo muito numa região próxima do CD. Além disso, existem outros dois pontos importantes, o frete e os impostos. Com relação ao frete, se você por exemplo importa um produto e traz este produto para Rio Grande do Sul ou para Minas Gerais para depois vendê-lo para SP, estará pagando para transportar este produto duas vezes e possivelmente demorando mais que seu concorrente para entregá-lo. Sobre os impostos, você precisa estudar junto com seu contador como seus impostos são calculados, cobrados e pagos. Dependendo da legislação em vigor, o armazenamento no fulfillment pode oferecer facilidades. Se você operar pelo porto de Santos (e estiver fora da SP) não precisará pagar o ICMS para movimentar a mercadoria para seu depósito. Isso pode gerar economia e fluxo de caixa. Tudo isso precisa ser estudado.

Bom, resumindo: o fulfillment pode ser compreendido como um operador logístico onde grande parte do trabalho logístico será feito pelo próprio marketplace. Dependendo das vendas, da sua localização, da  localização de grande parte dos clientes e dos impostos pode ser um ótimo negócio. Ele pode reduzir custos e melhorar muito suas vendas. Ainda assim, não é uma decisão apenas sua. Você vai precisar consultar o marketplace para saber se ele irá aprovar ou não seus produtos. Fique de olho.

Se precisar um apoio em termos de tecnologia, busque um parceiro que ofereça suporte a este tipo de operação. A Nerus possui sistemas que permitem você fazer suas vendas no fulfillment. Entre em contato e vamos explicar tudo para você.

Ps.: para mais detalhes sobre o fulfillment do Mercado Livre clique no link abaixo.

https://envios.mercadolivre.com.br/mercado-envios-full

Até o próximo post.

Artigo escrito por: Cleber Piçarro

Leia também:

✔ Dicas para minimizar o impacto do Covid-19 no seu e-commerce

 A importância do Fulfillmente no e-commerce

 Como o Nérus O2 e o Nérus ERP podem ajudar você a vender e lucrar mais

✔ Como Nérus ERP e O2 podem ajudar a implementar as estratégias digitais

✔ Quais os diferenciais do Nérus O2 para integrar ao seu ERP

✔ Números do e-commerce no Brasil em 2019

✔ Como ir para o e-commerce e para o omnichannel com a Nérus

Quer saber mais sobre o Nérus O2 e o Nérus ERP, preencha o formulário abaixo e nossos especialistas entrarão em contato com você.

Fale Conosco

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Compartilhe